Jeffry Life – Secrets to Staying Young Forever

Envelhecimento, terapia hormonal, dieta e exercício físico = Qualidade de vida!

Todos nós vamos envelhecer, o que à partida será bom sinal… Porém, a forma como vamos chegar à nossa velhice cabe a cada um de nós decidir! Ter uma 3ª idade com saúde, qualidade de vida e um bom físico deveria ser uma missão para cada um. Quem é que não quer longevidade, beleza e saúde? A nossa alimentação dirá o físico que teremos… Os exercícios físicos ditarão as formas corporais que vamos apresentar… A postura que adquirimos no decorrer desta jornada vai determinar como seremos no futuro!

Hoje em dia, tudo é alvo de notícia… Desde crimes, a mistérios, às histórias da vida pessoal, aos temas da atualidade, entre outros. Algumas muito pertinentes outros nem por isso… Já repararam do tempo que se perde a falar na TV de doenças e problemas relacionados com a saúde, dos hospitais e dos milhões gastos em tratamentos? Estes são temas cada vez mais frequentes e polémicos.

No entanto, há algo curioso… Não é frequente vermos na televisão programas de incentivo ao desporto, a hábitos de vida mais saudáveis, ao descanso adequado com o intuito de se evitar problemas de saúde e mesmo incrementar a longevidade. A meu ver, a melhor forma para se estimular as pessoas a levarem um estilo de vida mais saudável é tão simples como dar voz aos Bodybuilders, dar a oportunidade das pessoas certas falarem nas alturas certas! Pessoas capazes de responder às mais diversas questões sobre alimentação, suplementação, exercício físico, administração inteligente de anabolizantes e descanso adequado a cada corpo.

Tudo isto não é mais do que um processo que traduz as nossas escolhas e opções ao longo da vida, não estou aqui para ditar regras, para motivar-vos a optarem pelo estilo de vida de um Bodybuilder e muito menos para exigir-vos que tenham o físico do senhor Andreas Cahling, Arnold Schwarzenegger ou Sylvester Stallone, quando forem idosos. Estou aqui para vos falar em prol das atividades físicas, em prol de uma alimentação melhor e sim, podem usar suplementos alimentares como recurso, desde que a sua administração seja feita com sabedoria. Porque não fazer também uso de hormonas sintéticas, com ajuda de um médico, desde que o intuito seja melhorar a qualidade de vida? Não estou a falar apenas de ciclos com fins anabólicos, mas sim do poder da terapia anti envelhecimento (anti-aging) e da terapia de reposição hormonal de testosterona (TRT). Tudo isto é benéfico e traduzir-se-á em qualidade de vida e longevidade, desde que feito com orientação médica adequada. Algo que os meios de comunicação social não mostram nem falam, mas que os verdadeiros profissionais, aqueles que zelam e honram a sua profissão, têm vindo a demonstrar!

Envelhecer com saúde, vigor físico, sexual e qualidade de vida, é possível. Basta querer! Há inúmeros casos que posso citar de pessoas que já ultrapassaram a barreira dos 60 anos com grande forma física e com exames médicos que provam a grande forma também interior: manter o colesterol em dia, ficar livre de problemas de pressão arterial, problemas cardiovasculares (devido à má alimentação e ao sedentarismo), problemas renais, de fígado, problemas de perca de massa óssea (osteoporose), perca de massa muscular (que só pode ser revertidos através da musculação e de uma dieta equilibrada). Estes são alguns dos muitos motivos que nos devem motivar a fazer uma atividade física e a melhorar o nosso cardápio diário. O que comemos hoje vai refletir-se na nossa velhice, saúde e estética corporal.

Outra boa notícia é que hoje pode ser o dia! O dia em que mudas a tua vida para melhor! Não é amanhã nem depois, é hoje! Caso faças escolhas menos benéficas para a tua saúde, vais sentir o peso das tuas escolhas no futuro, isso é certo! Se continuares a comer tudo o que vês à frente, se continuares sedentário, a fumar e a beber, o teu futuro, a tua velhice, será como a de muitos: sem poder andar ou andando apenas com ajuda de bengalas ou cadeira de rodas; com falta de ar tendo que respirar por tubos de oxigénio em casa ou em hospitais; com uma sonda para comer e fazer as suas fezes; com um pacemaker no coração; com a pressão alta ou baixa demais; com diabetes decorrente a tantas porcarias que ingeriu na vida quando era jovem; com ossos fracos que nem suportarão seu peso e por isso não andará mais, nem um simples banho sozinho poderá tomar; com músculos fracos e quase sem existência no seu corpo, transformando-o em um ser fraco e disposto a ter todo tipo de doenças possíveis.

Mas já chega de coisas más! Quero apenas que percebam que tudo isto está nas vossas mãos, vocês são os senhores do vosso destino. Agora cabe-te a ti escolheres como chegarás à tua velhice. És o único condutor do teu corpo e dos teus atos e são esses mesmos atos que daqui por diante serão responsáveis pelo modo como o teu corpo e tua saúde estarão daqui 10, 20 ou 30 anos!

A grande questão é: como pretendes chegar à tua velhice? Com vigor físico e sexual, forte, jovem e saudável? Ou com uns bons milhares de euros para depois ires gastando em todos os tratamentos que terás de fazer?
Essa escolha fica a teu critério, eu apenas alerto sobre estes assuntos e mostro o benefício que vem através das atividades físicas e da boa alimentação em conjunto com uma inteligente terapia hormonal. Este é o meu dever para com meu público, agora, seguir os conselhos aqui escritos por mim vai de cada um!
Termino com uma entrevista feita a um jovem doutor americano, que pensa exatamente da mesma forma que eu.

Aos 74 anos, Jeffry Life tem um corpo musculado e — afirma — muita disposição e uma ótima vida sexual. O fisiologista americano se tornou símbolo do envelhecimento saudável e da chamada medicina anti envelhecimento — termo que ele próprio rejeita. Sua transformação teve início aos 59 anos quando, acima do peso e com problemas cardíacos, decidiu participar do concurso Body For Life (algo como “Corpo para a Vida”). Em 12 semanas de dieta e exercícios físicos, ele perdeu gordura, ganhou massa muscular e venceu o concurso.

Apesar de satisfeito com os novos hábitos, Life conta que, aos 63, já não sentia o mesmo resultado de suas atividades físicas. Foi nessa época que ele conheceu a clínica Cenegenics, na qual trabalha até hoje, que pratica a reposição hormonal. “Eu não estaria aqui se não tivesse começado a terapia com testosterona dez anos atrás. Provavelmente estaria morto”, afirma ele.

Para evitar problemas de interpretação, Life prefere usar o termo age management medicine (medicina de gerenciamento do envelhecimento), ao invés do anti-aging. A ideia é que essa técnica não é capaz de reverter o processo de envelhecimento, mas fazer com que ele ocorra da maneira mais saudável possível.

Life faz musculação e bicicleta ergométrica diariamente. Três vezes por semana pratica pilates — para manter a flexibilidade — e, duas vezes, artes marciais. Além disso, ele atende pacientes em Los Angeles, onde vive com sua esposa, de 55 anos, cuida de seu website e escreve livros. Sua primeira obra, The Life Plan (Um Plano de Vida, que faz um trocadilho com seu sobrenome), dá dicas para quem quer seguir seus conselhos de alimentação, exercícios e terapia hormonal. O segundo livro, Mastering the Life Plan (Dominando o Plano de Vida), será lançado em Março e aborda de forma mais específica a rotina de Jeffry para manter a forma.

O médico esteve no Brasil em Outubro deste ano, e promoveu um evento para médicos sobre a medicina anti envelhecimento – coincidentemente, no dia seguinte à publicação da resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) que proíbe a terapia hormonal em idosos. Ele falou ao site de VEJA sobre essa decisão e as críticas que costumam ser feitas sobre a medicina anti envelhecimento.

A medicina anti envelhecimento foi proibida no Brasil, de modo que hormônios não podem ser prescritos para pacientes que não tenham uma deficiência específica. Isso significa que um paciente com pouca testosterona, mas com níveis compatíveis para sua idade, não é considerado apto para receber reposição. O que o senhor pensa a respeito?
Isso é um pensamento antiquado. Essa recomendação foi feita por pessoas que não estão familiarizadas com a literatura que tem sido produzida nos últimos dez anos. Um homem de 70 anos deveria ter um nível de testosterona de um homem de 35, 40 anos. A razão é que isso melhora sua saúde, reduz os riscos de câncer — até câncer de próstata — ataque cardíaco, derrame, diabetes e outras doenças. Nós sabemos hoje que homens que têm níveis baixos de testosterona têm baixa qualidade de vida, perdem massa muscular e força e vão custar para a sociedade mais dinheiro do que se nós cuidarmos deles e colocarmos seus níveis hormonais onde eles devem estar para pessoas mais novas e saudáveis.

Uma das hipóteses levantadas por endocrinologistas é que, à medida que você envelhece, seus níveis de hormônios diminuem porque o corpo não pode mais lidar com a mesma quantidade de hormônios, então essa redução seria benéfica.
A causa de morte número um nos EUA são ataques cardíacos. Em segundo lugar, derrames. E níveis baixos de testosterona colocam os homens em grande risco de ter ataques cardíacos, derrames e doenças cardiovasculares. Não há literatura que mostre que quando nós envelhecemos nossos níveis de hormônio devem diminuir, que isso é parte do envelhecimento saudável. É colocar as pessoas em risco para todas as doenças relacionadas com o envelhecimento, que estão matando a maior parte dos americanos e eu tenho certeza que brasileiros também.

Muitos médicos que não são a favor da terapia anti envelhecimento afirmam que é natural ter baixos níveis de hormônios quando se envelhece e a suplementação só é recomendada para aqueles que apresentam sintomas.
Parte do processo de envelhecimento é que as pessoas desenvolvem doenças cardíacas, então se seguires esse tipo de pensamento, por que fazer angioplastias e outros tratamentos, se é parte do envelhecimento? É um pensamento insano. Por que a gente deveria fazer qualquer coisa se é tudo parte do processo de envelhecimento e é natural? Ignorar os níveis de testosterona à medida que se envelhece é o mesmo que ignorar níveis de colesterol e pressão sanguínea. Nós precisamos tratá-los. Não temos que seguir os mesmos caminhos que nossos pais seguiram. A gente não deve se render a essa noção de que envelhecer é ficar doente, que é o que está acontecendo. Isso precisa parar e grande parte de impedir isso é fazer com que as pessoas não percam massa muscular, façam exercícios e comam corretamente. E corrigir suas deficiências hormonais porque isso faz muita diferença, faz toda a diferença. Eu não estaria sentado aqui te dizendo isso se eu não tivesse começado a terapia com testosterona dez anos atrás, tenho 74 anos e provavelmente estaria morto devido às minhas doenças cardíacas. O meu programa, do qual eu falo no meu livro, reverteu isso. E uma grande parte disso é devido à terapia de reposição hormonal, especialmente testosterona.

Quais são os riscos?
Não há nenhum estudo que comprove algum risco e há um número imenso de estudos que mostra que níveis saudáveis de testosterona reduzem o risco dos homens desenvolverem câncer de próstata. Mais uma vez, é um pensamento antiquado. A medicina mudou, nós estamos seguindo em frente e pensar assim é impedir o que nós podemos fazer para ajudar os pacientes.

Qual é a situação da medicina anti envelhecimento nos EUA?
Existem duas organizações nos EUA, o grupo anti envelhecimento e o grupo de manutenção do envelhecimento, que é a Cenegenics, da qual eu faço parte. Eu acredito que o que nós fazemos é muito mais relacionado a saúde e bem-estar. Agora estamos focados em doenças cardíacas, na prevenção de ataques cardíacos e derrames. O hormônio do crescimento é muito regulamentado. Nós fazemos muitos testes se temos um paciente que tem deficiência desse hormônio. Se ele não passar nos testes, a gente sabe que pode tratá-lo.

E quanto à testosterona?
Agora nós temos empresas farmacêuticas produzindo-a em cremes e em gel, vendendo na televisão, eu estou muito preocupado porque os fisiologistas vão prescrever isso e depois não fazer um acompanhamento do paciente, não farão todos os testes que nós fazemos a cada três ou quatro meses. Quando eu comecei na Cenegenics, há dez anos, a testosterona era um dos hormônios considerados ruins, como aqui no Brasil agora. Vocês estão dez anos atrás de nós. Mas agora há muitas evidências, e pesquisas que apoiam o uso de testosterona em pessoas envelhecendo. Os benefícios são incríveis.

Acha que alguns médicos estão a vender a medicina anti envelhecimento de forma exagerada, prometendo parar o tempo e rejuvenescer pessoas, e isso contribui para a formação de uma má-reputação a respeito dessa especialidade?
Sim, eu concordo. Sou contra usar esses hormônios para parar de envelhecer. Eu sou completamente a favor de utilizá-los para alcançar o que nós sabemos das pesquisas médicas, que eles ajudam a saúde das pessoas, melhoram a qualidade de vida e a habilidade de pensar. Não é anti envelhecimento, é envelhecimento saudável.

 

       

About The Author

David Araújo

Welcome to my Journey! My name is David Araújo and I was born on January 19th, 1993. My goal is to inspire millions of people to achieve the physique always dreamed. I will show you how you can get into and maintain the best shape of your life. Let's add this website in your favorite and follow me in my journey.

Leave A Comment

ABOUT ME

 

My name is David Araújo and I was born on January 19th, 1993. My goal is to inspire millions of people to achieve the physique always dreamed through a healthy lifestyle.
I will show you how you can get into and maintain the best shape of your life. Here you can learn how I utilize lifting weights in order to build muscle and an aesthetic physique, utilize proper nutritiont to either lose fat or focus on building muscle, and still enjoy life without overly restricting yourself.

CONTACT INFO

 

Feel free to contact me if you have any question or even if you want just to say your opinion about my work.

E-mail:   david.araujo.1993@gmail.com
Localização:   Montijo, Portugal

DONATE

 

If I have helped you out, motivated you, or if you've become a fan of me through my videos and pictures, please feel free to support me by donating a small amount of money to help me pay competitions costs. Any amount is appreciated.

NIB: 0036.0212.99100015818.29
IBAN: PT50.0036.0212.99100015818.29
BIC/SWIFT: MPIOPTPL