The Fitness Industry & Bodybuilding World


Ser Bodybuilder implica preparar o campo de batalha, estudar meticulosamente todos os detalhes e criar um clima propício para o nosso desenvolvimento… Tal como a própria natureza humana: as células só se reproduzem quando o ambiente é favorável. Nós também precisamos de um ambiente propício para atingirmos o nosso sonho. E isso serve para tudo na vida!

Muitos ficam assustados quando passam o dia na minha casa e se deparam com a minha mãe a auxiliar-me quando não consigo puxar o êmbolo da seringa, com a minha irmã pequena a perguntar se a aplicação de hoje é com 25×7 ou 30×8 ou com o meu pai a pesquisar sobre Dianabol injetável e a aconselhar-me a incluí-lo numa dose baixa quando for fazer periodização com ponte.

Mas porque não estão aos gritos? Porque não me põem fora de casa? Porque não me chamam de drogado? Porque eu tive a decência de gradativamente trabalhar o território e transformá-lo em solo propício para o meu objetivo, porque tive a coragem de sentar-me à frente deles e deixá-los a par de todos os prós e contras daquela decisão, diferente da maioria que abrem as portas da TV para que ela forme a opinião dos seus próprios pais da maneira mais grotesca e sensacionalista possível.

 

 

“Porque é que os atletas fitness são tão exibicionistas?!
O Kai Greene está todo encapuçado, enquanto os outros dois estão sem camisa…”

 

Por vezes vejo comentários menos positivos em relação ao Jeff Seid, no entanto, é importante entender o que ele faz… Este atleta é modelo fitness, vive da imagem, da beleza e da estética!
O Kai Greene, também conhecido por “Predador” ou “Monge”, não vive propriamente da beleza e das estética mas sim do Bodybuilding em si. O facto de estar na maioria da vezes tapado nem sempre está relacionado com a proximidade de uma prova, mas sim porque é a forma como se sente bem… Num documentário disse que gosta do ambiente muito quente.
Contudo, é certo que o Predador passou muitos conhecimentos, tanto ao Jeff como ao seu companheiro de treino Alon Gabbay. Dos 6 vídeos da série, o primeiro já está no ar e em português!


Acaba por ser tão complexo perceber que o resto do mundo numa escala de 0 a 10, está nem 0,01% interessado em saber se ingeres com consistência alimentos encarcerados nos famosos potes ditadores da disciplina? Se manipulas várias 30×07 diariamente? Ou que se tens de te desdobrar como um condenado para encontrares tempo entre a faculdade, os dois empregos, o cursos e, finalmente, encaixares um horário para o ginásio nessa rotina atribulada?Eu só tenho duas certezas nessa vida. A primeira é que toda aquela história pré fabricada e feita para se fazer engolir, de que o mundo é um lugar cruel, imperdoável, massacrante… Não passa de uma justificativa covarde para esconder o fato do globo girar na sua exata velocidade e disponibilidade por vencer.A segunda é que ninguém sobrevive nesse ciclo vicioso por ânsia de status, satisfação financeira ou renome. Tudo se resume a tesão e vocação, porque eu nunca vi o desejo de ficar famoso, colocar-te em primeiro lugar no palco ou a vontade de ser conhecido na rua, fazer-te suportar um gasto de no mínimo 700€ mensais, para ouvir: ”Olha ali o bombadão que só tem merda na cabeça”, na próxima esquina da tua casa.

 

Eu sei, é complicado enxergar além da fantasia ou do que é propagado como padrão e passado de boca a boca, mas…

– Ultrapassar o protocolozinho de 4 ou 6 semanas manipulando Trembolona não vai matar-te e é claro, não te fará seco como o deserto e vascularizado like a canos de pvc, se a tua retenção e percentagem de gordura forem absurdas;

Hemogenin não destruirá o teu fígado a ponto de ir parar em uma fila de transplante;

Aplicar sem aspirar não causará embolia;

– Não fazer exames de 2 em 2 meses, não te fará um zombie ambulante;

– Não vais catabolizar até à morte, se em menos de dez segundos da última remada alta, não encontrares o inseparável shake de proteína importado, isolado, livre de carboidratos e preparado pelas mãos reluzentes dos belgas;

Comida é aminoácido de cadeia ramificada e se estiveres mais preocupando com a compra do próximo pote de BCAA da ON, ao invés de estruturares a tua própria dieta, já podes ser considerado um fracasso humano;

O protocolo de Phil Heath já visto e admirado por vós milhares de vezes, não te fará o próximo Mister Olympia, principalmente quando se tem 4 meses de treino e se gasta o salário todo no seu farto blast and cruise, sendo que não tem a mínima noção do que seriam essas duas palavras, mas está na moda repeti-las nos comentários das páginas de musculação;

Não confundas concentração com arrogância. Maltratar o indivíduo já complexado por ser novo no ginásio e pesar menos de 60 kg, não te fará o próximo Branch Warren das terras tupiniquins, no máximo um retardado que precisa se autoafirmar ignorante, para ter respeito no grupinho hardcore;

– Não penses que o mundo precisará de te aplaudirsó porque carregas 7 potes com marmitas milimetricamente selecionadas com adesivos denominando os respetivos nomes. Essa é a sua escolha e ela não depende de plateia.
 

 


“A INDÚSTRIA DO FITNESS ESTÁ A DESTRUIR TODOS OS BODYBUILDERS”
 
Uma luta só nossa… Esta é uma realidade muito atual, dita de forma direta e sem rodeios! Já se pode constatar algumas melhorias mas ainda há um longo caminho a percorrer. A essência deste desporto são os atletas, é neles que tem de haver investimento e quanto maior for esse investimento, maior o retorno para todos, mais qualidade e mais futuro para esta modalidade.

Provavelmente nunca fui tão sincero como agora, então é óbvio que está a ser muito complicado abrir essa caixa de pandora, mas eu precisava de colocar para fora esse fantasma.

Há três dias, pesei-me e simplesmente consegui chegar ao meu primeiro objetivo, atingir os 100 kg, levando automaticamente a afastar-me um pouco do mundo virtual e repensar um novo propósito para acordar todas as manhãs.
Perguntas: “Mas o que tenho haver com isso? Como um número de três dígitos poderia modificar algo na tua ou na minha rotina?” Na verdade o símbolo dos 100 tornou-se uma verdadeira obsessão para mim, há exatamente 1272 dias atrás.

Tudo começou com um garoto de 18 anos, complexado ao extremo, que media 1.80m de altura, pesava 48kg e que não suportava a ideia de ter que sair de casa ou enfrentar um espelho cara a cara.
Caminhar era realmente um suplício. Cismava insistentemente como uma teoria de conspiração absurda: A de que não importa-se onde estivesse, as pessoas estariam olhando, rindo de mim e praticamente apontando o dedo para a gritante magreza que ali se prostrava diante delas. Eu realmente levava isso muito a sério, a um nível bizarro.

Eram dois shorts, duas calças, uma camisa e um casaco, que usava na tentativa de ocultar o que me feria mais, porém o que não se podia esconder, era o psicológico devassado, uma alma abalada e um corpo sem noção de discernimento, implorando para ser guiado, beirando ao desespero e aquilo foi tomando proporções cada vez mais estrondosas.

Veio a depressão, a síndrome do pânico, a bipolaridade e a reclusão de tudo e de todos, a um ponto de não lograr-me reconhecer mais e sem sombra de dúvidas, era preciso fazer algo, o mais rápido possível. Era como se eu não tomasse alguma decisão em 10 ou 20 minutos, algo de muito ruim e definitivo iria acontecer, indubitavelmente.

Os 100 kg de hoje representam conforto, certeza de que a luta estranha e deveras impulsiva, não foi em vão. Os 100 kg de hoje foram como um abraço apertado e reconfortante daquela mesma voz que no dia 12 de Janeiro de 2011 ordenou-me mudar. Os 100 kg de hoje foi o troféu por ter-me equilibrado tantas vezes em cima daquela linha tênue que separava claramente a disparidade entre o sucesso eminente e o fracasso exacerbado.

 
 


Vejam o Robert De Niro com 70 anos, agora reparem no Sylvester Stallone com 67 anos, ambos aparentemente saudáveis, porém um deles chama mais a atenção e passa-nos uma ideia clara e óbvia de mais vitalidade, juventude e ação, nesse momento é que o grande tabu da reposição hormonal entra em jogo

O nosso país ainda não tem a plena capacidade de discernir o óbvio. para mim, homens de 60, 70 anos precisariam possuir um nível hormonal de um individuo com 30,40 anos, mas infelizmente não percebem que somente manter um nível baixo ou considerado normal para a faixa etária acarreta mil complicações. Um organismo idoso, naturalmente é propício a muito mais doenças e com uma velocidade extremamente acelerada como derrame, diabetes, câncer de próstata, dentre outras.

Não, não estou a dizer que os nossos avós precisam subir no palco do Olympia, só estou simplesmente enfatizando o que é claro e evidente aos nossos olhos, Por que não fazer de um ambiente já gasto, um local adequado para que se viva melhor e com mais qualidade, fazendo usos de recursos externos?

Por que não ter uma qualidade de vida superior, efetivamente mais disposta, mais sadia e principalmente confortável? Por que sentir os costumeiros sintomas de uma velhice, se é possível alavancar a sua imunidade e evoluir em sua condição física?

Eu simplesmente não compreendo o porque dessa medicina anti envelhecimento ser proibida no Brasil, simplesmente não entra na minha cabeça, um sujeito achar que faria mais mal, ativar ferramentas conciliantes em uma estrutura já gasta e sedenta por manutenção do que deixar puramente um alicerce desmoronando, com a desculpa do envelhecimento gradativo e saudável. Me desculpem mas não há nada de saudável, em ver a morte e todo os seus sinais te comerem vivo, quando se é capaz de modificar essa situação.

Não, não existem estudos bem fundados e específicos onde afirmam com toda veracidade que os fármacos fazem dano a ponto de ocorrer mortes súbitas, mas o que já é comprovado e assegurado, são os benefícios incontestáveis desse procedimento, que para mim é milagroso.

 
 


A musculação ainda vai dominar o mundo!

Segundo a revista Veja, caiu no país o número de brasileiros que jogam futebol no período de lazer. O futebol perdeu o segundo lugar no ranking das atividades mais praticadas do país, para a musculação. E a caminhada é a modalidade número um.

Em seis anos, o futebol caiu de 9,1% para 7,2% na preferência da população adulta e foi ultrapassada pela musculação/ginástica, que cresceu de 7,9% para 11,2%. Em primeiro lugar no ranking segue a caminhada (18%). As revelações são de um estudo da Universidade de São Paulo (USP) publicado na edição de Julho do periódico International Journal of Public Health.

Para calcular a taxa de adesão às principais atividades físicas, os pesquisadores usaram dados de 2006 a 2012, imagine como deve estar agora! Esse levantamento, foi realizado nas capitais brasileiras e no Distrito Federal anualmente pelo Ministério da Saúde, tem a participação de 54.000 pessoas com idades a partir de 18 anos.

E se Deus quiser, este pessoal semissedentário das caminhadas ainda irão descobrir os benefícios da musculação e o nosso desporto passará para o número um!

 
 

Termino com Fernand Boucher, de 75 anos, que entrou para o livro dos recordes ao fazer um levantamento terra de 500lbs! (226kg). Fernand pesa apenas 66kg.

Entendes agora o motivo pelo qual este desporto é tão maravilhoso?

 Fontes: Derek e Hugo Abbá, Horsepower PRO  – Adaptação da versão original.

       

About The Author

David Araújo

Welcome to my Journey! My name is David Araújo and I was born on January 19th, 1993. My goal is to inspire millions of people to achieve the physique always dreamed. I will show you how you can get into and maintain the best shape of your life. Let's add this website in your favorite and follow me in my journey.

Leave A Comment

ABOUT ME

 

My name is David Araújo and I was born on January 19th, 1993. My goal is to inspire millions of people to achieve the physique always dreamed through a healthy lifestyle.
I will show you how you can get into and maintain the best shape of your life. Here you can learn how I utilize lifting weights in order to build muscle and an aesthetic physique, utilize proper nutritiont to either lose fat or focus on building muscle, and still enjoy life without overly restricting yourself.

CONTACT INFO

 

Feel free to contact me if you have any question or even if you want just to say your opinion about my work.

E-mail:   david.araujo.1993@gmail.com
Localização:   Montijo, Portugal

DONATE

 

If I have helped you out, motivated you, or if you've become a fan of me through my videos and pictures, please feel free to support me by donating a small amount of money to help me pay competitions costs. Any amount is appreciated.

NIB: 0036.0212.99100015818.29
IBAN: PT50.0036.0212.99100015818.29
BIC/SWIFT: MPIOPTPL