You look aesthetic bro! It’s about steroids?!

 


Vontade de desistir de tudo, sentar, respirar, jogar todos os viais fora, seringas, os malditos taparueres empilhados no lava-loiça, porque não importa o quanto lave, eles estarão sempre lá, de prontidão, sujos, depois de um dia duro de trabalho… Terás de deixá-los sempre limpos e enche-los novamente, mesmo capengando de sono à meia-noite e tendo que acordar as 5:30 da manhã.

Vontade de concordar com a sociedade em relação a minha ignorância, o quão acéfalo sou, do quanto o egocentrismo e o egoísmo tomou conta de mim e da minha suposta necessidade de consulta ao psiquiatra urgente.
Vontade de jogar as minhas metas na lata do lixo, de quebrar os meus DVDs do Ronnie Coleman, Nasser El Sonbaty, Dorian Yates e Kevin Levrone e de finalmente falar para mim mesmo, que apesar de forçar a barra e fazer de uma probabilidade mínima para o êxito, uma escalada grandiosa de oportunidades a seco, somente pela garra, o ambiente em casa nunca será perfeito, porque eles simplesmente não entendem o porque de tudo isso.
Mas pensei, eu jamais dei um passo para a frente, escorado pelos sorrisos de pessoas que me compreendem, por um abraço do meu pai ou por uma rotina impecável de alegria e positividade. Só estou aqui hoje, porque fui movido por ofensas, xingamentos e dedos apontados. Então queres mesmo saber?! Que se dane novamente isto tudo, quanto mais mergulho no inferno, mais acho forças para seguir!
Que venha mais dificuldades, eu sei que ainda preciso receber uns bons “socos na cara”!
 ”Uma vez disseram-me que eu não servia para nada…”

Evan Centopani é um belo exemplo da essência do nosso desporto, ele foi sempre um garoto gordinho, aquele que ficava por último nas aulas de educação física, porque ninguém o queria.
Aquele mesmo indivíduo menosprezado no baile, isolado no recreio, respaldado pelos professores, rechaçado pelos alunos. 
Muito provavelmente chorou várias vezes no banheiro perto da diretoria e aguentou o restante do pranto da porta de saída da escola até o escuro do seu quarto.
Evan como muitos dos que estão agora a ler este artigo, já foi uma pessoa que trazia consigo um aspeto triste e sem perspetiva. A mudança veio como um golpe forte no meio da cara, um coice cavalar que te esmaga e quase mata!
É disso que eu estou a falar. Bodybuilding é território de despejo de dor, é uma ponte que te faz ir para um outro planeta, aquela porcaria daquele ferro que tanto te faz gritar de dor é o mesmo que traz a alegria plena e o sentimento de superação.
Gordo, magro, baixinho, gigante, preto ou branco, a oportunidade é a mesma, a vontade é a mesma, agora, a forma com que vai aproveita-la é outra história a ser contada.
Vai em frente, deixa-os falar, jogarem pedras, amaldiçoarem-te, a única coisa que precisas é de te desviares do mal e fazer o que o teu coração exala. Chora, grita, auto mutila-te mas nunca pares de lutar.
A cada guerra vencida é um tijolo a mais colocado nesse vasto castelo, chamado, corpo físico. Segue adiante, colocando o cimento para o posterior tijolo, sem cessar, sem recuar.
 
Algumas verdades e fatos que regem o Bodybuilding podem não ser a resposta agradavelmente aguardada, com expectativa, pelos que se autodenominam de excelentes entendedores sobre o assunto.
Pare de ser um merda imediatista e leia até o final:

Primeiro fato – Bodybuilder brasileiro nenhum, assalariado ou passando por dificuldades financeiras, se enganará mergulhando em um mar de shakes de proteína isolados, BCAAs e pré treinos mirabolantes. Dinheiro sempre será utilizado com consciência, porque ele sabe que gastar R$220,00 em 1 kg da mais famosa proteína do mercado ao invés de 22 pacotes de filé de frango contendo 460 gramas de proteína, seria um maravilhoso tiro no pé e uma espetacular decisão burra.

Segundo fato – A maioria não vive com uma calculadora ou uma balança, para cima e para baixo, detalhando especificadamente a quantidade fracionada de fibras, proteína, hidratos… Isso é uma palhaçada sem tamanho, o fazendo gastar muita energia e tempo em algo que poderia ser totalmente manipulado através dos seus olhos severos e a imagem do bom e velho espelho.

Terceiro fato – Nenhum culturista será humilde ou angelical o suficiente a ponto de ser considerado um santo. Isso é uma competição e como toda competição, a superioridade mental e física precisa ser acirrada e assinalada dentre a multidão, não o fazendo de forma alguma ser uma figura arrogante.

Quarto fato – Em relação ao Brasil, a maioria dos atletas diz que sobe ao palco por amor, para simplesmente maquiar o medo de enfiar o pé na porta e escrachar a falta de apoio financeiro das confederações e patrocinadores. Se vendem por uma sacola de amostra grátis para não se encrencar e a alta cúpula se beneficia dessa covardia, continuando a ganhar rios de dinheiro, usurpando a imagem do dito cujo.

Quinto fatoBodybuilding é trabalho sim e sendo considerado ofício, se faz necessário sem hesitar, de uma quantia mais que considerável mensal e ao contrário do que todo mundo pensa e defende, essa é uma obrigação clara do alicerce por trás de um profissional. Afinal, ele faz de tudo pela sua imagem sendo associada diretamente a uma marca, a divulgando, a fazendo crescer e expandir suas margens de lucro.

Sexto fato – Bodybuilder não se impressiona com aspetos do seu dia-a-dia sendo expostos com intuito de se promover, então todo o seu investimento em comentar a cada post, frases que para a sua perceção é descolada como, ”TREN algo errado ai.”, ‘‘A vida é DURA mas ESTANo bem psicologicamente tudo TREN que mudar…”, ou as suas tentativas incessantes de ser o guru dos treinos, drogas, alimentação e suplementação em cada grupinho de musculação não fará a cabeça de nenhum Pro, no máximo será motivo de chacota pelos inbox privados da vida.

Sétimo fato – Não, eles não são neandertais com camadas generosas de músculos densos mas com uma região íntima singela. Na verdade um dos colaterais dos famosos fármacos usados para se destacar na sua patotinha de pré adolescente, é o aumento peniano extremamente significativo em larga escala de manipulação e definitivamente não, a perda de líbido e a linda denominação do ogro brocha não passa de um período curto em uma determinada época de pré preparação, o fazendo ficar praticamente o ano todo com um tesão resultante de dez adolescentes espinhentos e mais vinte pais de família ansiando por uma pulada de cerca.

Oitavo fato – A sua impressão quase certeira de que o profissional que está em cima de um palco com um belo sorriso no rosto, porte forte e força descomunal, é uma claríssima falsa ilusão, pois um corpo desidratado, zerado de hidratos e com um nível de eletrólitos escasso posando magistralmente, beira a um milagre psicológico, lhe obrigando a calar a boca quando estiver gritando na plateia, ordenando para fazermos um “most muscular” mais consistente.

Nono fato – Muitos dos atletas não frequentam baladas, noitadas a fora e orgias intermináveis pelo simples motivo mental e efeito placebo. É muito mais confortante saber que terá acesso livre e regrado a um prato de comida e a uma seringa para um shot antes de dormir do que se vê perdido numa rua por algum motivo e destruir o final daquele dia. Parece loucura, mas é a realidade.

Décimo fato – Seu corpo nunca, jamais, em hipótese alguma perderá massa muscular por ficar mais do que três horas sem se alimentar, isso definitivamente não existe. Entra novamente a questão psicológica da dependência porém necessária pelo menos para a nossa paz de espírito. Batendo a meta condizente de calorias por dia, não importa a frequência, só a efetivação.

Décimo primeiro fato – O culturismo sempre será a autodenominação do dinheiro. É realmente maravilhoso transpassar esse foco místico de uma rotina árdua, jamais pisada por calçados simplórios e bem restrita ao resto da população, mas não se engane. Existe um pilar que mesmo básico é derradeiro para tudo acontecer, a porcaria do dinheiro, sem as notas tão cobiçadas não é possível avançar e na falta dela gradativamente voltam-se as casas para trás, dentre uma jogada.

Décimo segundo fato – Como em toda a concorrência, nesse caso no palco, existe sim a selva de víboras mais conhecidas por te levarem ao buraco. Nada é tão perfeito como parece ser. É suscitado uma guerra de egos pela parte da lavoura podre. Falsas afirmações e olho aguçado em seus respetivos alicerces (patrocinadores), é muito mais comum do que se imagina.

Décimo terceiro fato – Ao contrário do que a maioria pensa e aceita como a verdade, nenhum bodybuilder fica enfurnado dentro de um ginásio por cinco ou seis horas consecutivas efetuando treinos extremamente mirabolantes. Vocês de fato se surpreenderiam acerca do quão simplório e básico é um treino de um profissional. Descomplicando o complexo, abre-se caminho para o sucesso sem rodeios ou atalhos desgastantes. 

Décimo quarto fato – A questão psicológica é um respaldo tão importante que se faz necessário somente um tímido descuido, para automaticamente tudo ir abaixo como um castelo de cartas que por um suspiro singelo se vê dissipado ao chão. Treino, protocolos, comida, condições para se comer, apoio em todos os âmbitos e orientação criteriosa vivem passeando por uma linha tênue fatal.

Décimo quinto fato – Não existe ninguém mais inteligente, calmo, centrado, educado, otimista, disciplinado e reflexivo do que um fisiculturista. A prática diária do aperfeiçoamento do próprio templo corporal te força a beirar a perfeição em todos os comandos e aspetos da vida, desde o corpo até os cantinhos mais sombrios e invisíveis da mente.
 
Agora pergunto:
O que seria das vítimas de nanismo pituitário sem a administração de HC?
 
O que seria dos portadores de diabetes, que possuem uma deficiente absorção da hormona produzida pelo pâncreas e consequentemente atrapalhando de forma drástica a queima do açúcar e gordura, sem a insulina?
 
O que seria de um soro positivo sem a manipulação diária de doses terapêuticas com Hemogenin, Dianabol, junto ao coquetel anti-aids?
O que seria dos tratamentos intensivos de osteoporose, cancro da mama e anemia, sem o fantástico Decanoato de Nandrolona, responsável pela maior produção de células sanguíneas vermelhas e regeneração de tecido ósseo?

O que seria da medicina anti envelhecimento e do seu êxito nos EUA, sem o Durateston e a Testosterona?
E não me venham com o seu discurso politicamente aceitável, comparando o uso de fármacos ao grande mal atual da sociedade e dizendo que abomina qualquer uso de esteroides, porque meu amigo(a), o ansiolítico, Rivotril que não sai da sua cabeceira, a sua sagrada pilula anticoncecional e até mesmo aquela aspirina que já é de lei, antes de dormir, são extremamente letais para a sua saúde.
Resultado do exame recente, efetuado após 4 meses on:
Prolactina: (15,2)
Estradiol: (29)
TGO: (39,7)
TGP: (40,8)
LH: ( 1,53)
FSH: (1,72)
HDL: (56,3)
LDL: (120)
Testo Total: (1386,44)
Testo Livre: (61,65)
Onde está a morte? Os tumores? O cancro da próstata? A calvície aguda…?


Ainda assim, há quem acredite que tudo depende dos anabolizantes, sem fazer a menor ideia de toda a disciplina alimentar, dos meses e meses em dieta, das horas de treino intenso e do valor atribuído ao descanso. É por isso que nós, Bodybuilder, com frequência deparamo-nos com perguntas como estas (ambas as situações partilhadas pelo meu amigo Paulo Mazé): 
 
Depois de ter aceitado um pedido de amizade…
– Oi!
Mazé – Boa tarde!
És tu em ambas as fotos?
Mazé – Sim, porquê?
– Perdeste muito… Mas foi a nível de esteroides?
Mazé – Porquê, achas que os esteroides fazem milagres?
– Não fazem milagres… Mas ajuda. Hehe É que também estou em fase de perder gordura…
Mazé – Ajuda? Então faz la com esteroides, sejam eles quais tu aches que fazem o mesmo e e tenta ficar igual.

– Estas?
Mazé – Então que andaste a tomar? E quais os esteroides que estas a usar? Para eu saber, pode ser que me ajude.
– Não uso nada.
Mazé – Não?
– Não, dai perguntar se tomavas algo
Mazé – E se usares achas que perdes essa gordura?
– Ouvi dizer que há coisas para ajudar…
Mazé – Ah sim?! Quais são?
– T3, por exemplo.
Mazé – T3? Que é isso? (Deve ser um apartamento…)
– Esquece… Mas tomas algo?
Mazé – Camarada o que vês nas fotos são 3 – 4 anos de trabalho, dedicação disciplina e muito suor!
– Ok
Mazé – Mas afinal quem és tu? De onde me viste para me fazeres convite? Temos algum amigo em comum?
– Porque queria perguntar o que tomavas.
Mazé – Tomo banho depois do treino todos os dias, alimentação, dedicação, são essas as minhas bases e tempo sem pressas milagres não existem com ou sem esteroides sem isso não consegues nada!
– Ok.
Mazé – Se queres uma opinião sobre esteroides fala com o teu médico não sou eu que te vou dar esses concelhos e alias nem dava! Queres alcançar o teu objetivo, treina alimenta te como deve de ser tem disciplina e esforça te ao máximo! Fica bem.
Mais uma excelente pergunta feita hoje…
– Isso é do quê? E do treino ou daquilo…
Mazé – Daquilo o quê?
– Daquilo para a veia…
Mazé – Sim, dou na veia a força toda, também é do álcool, da droga, das noitadas, de não mexer a bunda do sofá, de comer tudo o que me aparece a frente que nem um porco, com todo o respeito pelos porcos que são uns animais muito queridos e pronto fiquei assim mais ou menos em 4 anitos, está fixe não está?
“Bostinha” – (Cara de parvo a pensar talvez o porquê de não estar igual ou parecido ao Mazé, tendo em conta que ele faz o mesmo à muito mais tempo…). Falta só “dar na veia”, só por isso e que não está…
Conclusão: 
As pessoas querem milagres e procuram a todo o custo o caminho mais fácil sem sequer se lembrares que o mais difícil de se alcançar é também o mais difícil de se perder. Julgam que com um estilo de vida sedentário, sem qualquer treino nem dieta, dia após dia, conseguirão alcançar aquele corpo sarado e estético desde que, “no final do dia”, tomem aquele anabolizante milagroso… “Fica Mazé a PORRA, LEVANTA BUNDA E TRABALHA!!!”
 
 
Fontes: Paulo Mazé e Horsepower PRO – Adaptação da versão original.

       

About The Author

David Araújo

Welcome to my Journey! My name is David Araújo and I was born on January 19th, 1993. My goal is to inspire millions of people to achieve the physique always dreamed. I will show you how you can get into and maintain the best shape of your life. Let's add this website in your favorite and follow me in my journey.

Leave A Comment

ABOUT ME

 

My name is David Araújo and I was born on January 19th, 1993. My goal is to inspire millions of people to achieve the physique always dreamed through a healthy lifestyle.
I will show you how you can get into and maintain the best shape of your life. Here you can learn how I utilize lifting weights in order to build muscle and an aesthetic physique, utilize proper nutritiont to either lose fat or focus on building muscle, and still enjoy life without overly restricting yourself.

CONTACT INFO

 

Feel free to contact me if you have any question or even if you want just to say your opinion about my work.

E-mail:   david.araujo.1993@gmail.com
Localização:   Montijo, Portugal

DONATE

 

If I have helped you out, motivated you, or if you've become a fan of me through my videos and pictures, please feel free to support me by donating a small amount of money to help me pay competitions costs. Any amount is appreciated.

NIB: 0036.0212.99100015818.29
IBAN: PT50.0036.0212.99100015818.29
BIC/SWIFT: MPIOPTPL